Artigo

Turismo – Antevisão de um longo caminho para a recuperação

De acordo com uma pesquisa recente da Organização Mundial do Turismo (OMT), a maioria dos especialistas em turismo não espera um retorno aos níveis pré-pandémicos antes de 2023.

À medida que o turismo recomeça, o Painel de Especialistas da OMT prevê uma procura crescente por atividades turísticas ao ar livre e baseadas na natureza, com o turismo doméstico e as experiências de “slow travel” ganhando cada vez mais interesse. 

O “slow travel” foi inspirado no movimento “slow food”. A proposta segue a mesma lógica. Fazendo a analogia, “slow travel” consiste em viajar com mais presença, trocando quantidade por qualidade, valorizando uma conexão profunda com os lugares visitados.

Governo apresenta as novas medidas de apoio face à crise causada pela pandemia da covid-19

Governo divulgou hoje as medidas de apoio aos setores da Economia, Trabalho, Cultura e Educação, aprovadas ontem na reunião do Conselho de Ministros.

Pedro Siza Vieira, Ministro da Economia, referiu que os apoios às empresas e ao emprego vão ser mais abrangentes, mais direcionados, com maior duração temporal, com o objetivo de mitigar os efeitos adversos da pandemia.

Veja a apresentação no vídeo que se segue:

Covid-19: atividades favorecidas e desfavorecidas

À medida que nos adaptamos à vida com o novo coronavírus, os nossos comportamentos e hábitos mudam rapidamente. Alguns setores de atividade estão a suportar perdas enormes, mas também há outros que prosperam.

Aqui fica uma lista de algumas atividades favorecidas e desfavorecidas com esta pandemia:

Setores favorecidos

  1. Plataformas de comércio eletrónico;
  2. Saúde/Farmacêuticas;
  3. Logística/distribuição;
  4.  Vídeo conferência;
  5. Ensino à distância;
  6. Entretenimento online.

Setores desfavorecidos

  1. Companhias aéreas e outros transportes;
  2. Turismo e hotelaria;
  3. Petrolífero;
  4. Banca de investimento;
  5. Comércio tradicional;
  6. Entretenimento;

Mesmo em tempo de Covid-19 há sempre oportunidades à espreita. Caso pretenda investir na criação de um negócio não esqueça de elaborar o respetivo Plano de Negócio.

Airbnb a melhor “associação” dos profissionais de alojamento local. Saiba porquê

Numa altura em que o setor do alojamento local parece encurralado pelo covid-19, finalmente aparece uma entidade com uma resposta que nos parece muito apropriada face à situação.  De acordo com o Jornal Observador a plataforma de alojamento local Airbnb vai implementar um “programa de limpeza avançadacom formação e certificação dos “anfitriões” e uma nova ferramenta de bloqueio de 72 horas entre estadias.

Parabéns ao Airbnb que, ao defender a sua sobrevivência, assumiu um papel que podemos equiparar ao de melhor associação de defesa dos alojamentos locais, nesta fase tão crítica.

É que isto não vai lá apenas com slogans do tipo “Alojamento Local o Melhor Local para as Suas Férias em 2020”.  

É preciso dar credibilidade de segurança e isso nunca seria possível se cada um, individualmente, o fizesse.

Mais uma vez, parabéns Airbnb!

A vida na China está a voltar ao normal?

Apesar de estarmos todos focados nos números de infetados e mortes pelo Covid-19 na europa e no nosso país em particular, hoje, decidimos pesquisar se a China está realmente a voltar ao normal?

Dos vários vídeos e artigos que pesquisámos concluímos que a China está a voltar gradualmente ao normal apesar de manter-se o controlo através dos códigos QR, medindo a temperatura para prevenir e identificar os círculos de contatos comunitários, caso surja a confirmação de um novo infetado.

As lojas, restaurantes, bares e escritórios estão abertos ao público e a atividade fabril começa a crescer.

Ainda assim, com a pandemia, a economia da China encolheu 6,8% no 1º trimestre, a primeira contração em quase 30 anos.

As Bolsas chinesas apresentam sinais de recuperação, apesar da economia enfrentar, no curto prazo, uma procura externa bastante condicionada à evolução da pandemia no resto do mundo, designadamente, na Europa e nos Estados Unidos.